Pular para o conteúdo

O amor absoluto – [ S. Gertrudes de Helfta ]

28/01/2016

VENHO, VENHO A VÓS, Jesus amantíssimo, que sempre amei, procurei, desejei! Venho por vossa doçura, por vossa piedade, por vossa caridade. Venho com todo o coração, com toda a alma, com todas as forças. Sigo-vos, porque me chamastes.

Tudo encontro em vós, que desejo amar acima de tudo. Saiba eu manter o que prometi. A vós, que sondais os corações, desejo agradar não só com o corpo, mas com a alma.

Ó meu Irmão e Esposo Jesus, Rei supremo, Deus e vítima, ponde em mim vosso selo, de modo que nada queira deste mundo, nada busque, nada deseje ou ame fora de vós.

E vós, ó Senhor, dignai-vos unir-me a vós pelo matrimônio espiritual, de modo a ser vossa verdadeira esposa por indissolúvel amor que a própria morte não possa romper.

(S. Gertrudes de Helfta, Exercícios)

JHS

 

Comentários encerrados.