Pular para o conteúdo

S. Afonso de Ligório: a Jesus desprezado

14/09/2012

MEU JESUS DESPREZADO, amor e alegria de minha vida. Com vosso exemplo, tornaste possível aos que vos amam, amar também os desprezos. De hoje em diante eu vos prometo sofrer, por vosso amor, todas as ofensas, já que por meu amor fostes tão injuriado pelos homens, neste mundo. Dai-me forças para realizá-lo, fazei-me conhecer e praticar tudo o que desejais de mim.

Meu Deus e meu tudo, não quero procurar outro bem fora de vós, bondade infinita. Vós que cuidais tanto de meu progresso, fazei que eu não tenha outro cuidado senão o de vos dar alegria. Fazei que meus pensamentos sejam empregados sempre em fugir de tudo o que vos ofenda, em procurar o modo de vos agradar em tudo. Afastai de mim toda a ocasião que me afaste de vosso amor. Privo-me de minha liberdade e a consagro toda à vossa divina vontade.

Eu vos amo, bondade sem fim. Verbo encarnado, amo-vos mais que a mim mesmo. Tende piedade de mim e curai todas as feridas de que sofre minha alma por causa das ofensas que vos fiz. Abandono-me inteiramente em vossos braços, meu bom Jesus: quero vos pertencer, quero sofrer por vosso amor; só a vós desejo.

Maria, Virgem santa e minha Mãe, eu vos amo e em vós confio. Socorrei-me com a vossa poderosa intercessão!

(Santo Afonso de Ligório, em: A prática do amor a Jesus Cristo, cap. XII).

Comentários encerrados.