Pular para o conteúdo

A beleza divina – [ Beato Charles de Foucauld ]

06/09/2012

OS OLHOS MAIS DOCES QUE JAMAIS VI, os sorrisos que mais me consolaram, os seres que mais me encantaram, tudo isso nada mais é que um pouco de tua beleza, que querias me fazer ver para que, vendo-a, dissesse a mim mesmo: isso vem de Deus…

Meu Deus, como és bom por ter me mostrado a tua beleza nas criaturas !  Dá-me a graça de só ver a ti, só a ti nas criaturas… Que eu sempre rasgue os véus…

(B. Charles de Foucauld  –  O último lugar, 38-39)

Comentários encerrados.